O que é lance condicional e como ele afeta suas negociações?

o que significa leilão
9 minutos para ler

Apesar de estarem repletos de termos e expressões, os leilões são modalidades bastante simples para os consumidores — basta participar uma vez desse tipo de evento para entender as suas etapas. Mas você sabe, afinal, o que significa leilão? E lance condicional, já ouviu falar?

Pensando nisso, elaboramos este post importante aos novatos no segmento. O lance condicional costuma ficar à sombra dos outros mais conhecidos, como o mínimo e o automático. Sendo assim, é fundamental que você acompanhe esta leitura para descobrir mais uma ferramenta que poderá ajudar na aquisição do seu próximo bem. Confira!

O que significa leilão?

A palavra tem origem arábica e seu significado quer dizer anúncio ou pregão. Sua origem é bem antiga e se trata de um tipo de negociação pública de venda e compra de bens (objetos, obras de arte, imóveis, veículos e muitos outros). Qualquer pessoa pode participar do evento que, hoje em dia, pode ser realizado tanto de forma presencial quanto remota, ou seja, pela internet.

Uma das coisas mais interessantes nessa modalidade é, sem dúvida, a possibilidade de ter muitas pessoas interessadas no mesmo bem — isso, claro, quando se fala no vendedor. Já para os compradores, é possível encontrar itens valiosos por preços abaixo do mercado e com cada vez mais simplicidade na transação financeira. Até mesmo o Pix pode ser utilizado como forma de pagamento em um leilão.

Por que é tão importante entender seu funcionamento?

Saber como é a mecânica de um leilão é fundamental para que você possa participar adequadamente do evento e aproveitar todas as vantagens da compra de um bem por meio dessa modalidade. Para cada item ou grupo de bens, um valor mínimo de venda é determinado. O vencedor será aquele que oferecer o maior lance, ou seja, a proposta de pagamento mais alta, acima do mínimo estipulado.

Você pode participar de leilões online ou presencialmente. Na internet, são expostos os lotes que estão disponíveis e os lances dos demais participantes. É preciso ficar de olho na negociação, pois ela muda a todo tempo, mas há um prazo para que os lances terminem.

Antes de entrar no leilão, você deve se cadastrar no site onde o evento vai ser realizado. Assim, pode entrar no auditório virtual e oferecer seus lances no momento em que for aberto. Você fica sabendo dos lances ofertados pelos demais participantes tanto nos eventos presenciais quanto nos leilões virtuais para poder melhorar a sua oferta e arrematar o bem desejado.

Quais as vantagens do leilão?

O preço dos itens, em geral, é a principal vantagem de fazer a compra em um leilão, tanto online quanto presencial. Além disso, nesse tipo de operação, você não precisará pagar comissão ao vendedor.

Quem determina o valor mínimo de cada bem é um avaliador, que precisa ter uma postura neutra. Por isso, os preços costumam ser mais baixos do que os itens que estão à venda no mercado. Por fim, ao participar de um leilão, você consegue fazer um melhor planejamento financeiro para arcar com os custos da compra.

Você vai encontrar nos leilões itens vendidos por empresas, bancos, seguradoras, governo e muitos outros. Assim, as possibilidades de negócios são imensas. Por exemplo, empresas que estão fechando podem oferecer um lote com toda a mobília, o que pode ser aproveitado pelo seu negócio. Interessante, não é?

Que cuidados ter ao participar de um leilão?

A participação em leilões é segura tanto para o comprador quanto para o vendedor. De toda forma, em qualquer operação de compra e venda, deve-se tomar alguns cuidados.

No caso dos pregões, antes de participar procure avaliar quais são as condições do bem que pretende adquirir, seja ele um imóvel, um veículo ou qualquer outro item. O Edital, que é o documento oficial com todas as informações necessárias, deve ser lido atentamente, assim como as formas de pagamento, caso você arremate o bem.

O que é lance condicional?

Agora que você já sabe o que significa leilão e os pontos mais importantes sobre o assunto, vale a pena descobrir o que é lance condicional. Antes de entender esse tipo de oferta, é preciso conhecer o significado do valor mínimo.

Essa é uma quantia definida pelo comitente (o vendedor), para evitar que a mercadoria seja vendida por um preço abaixo do que esperava, mesmo que essa seja a proposta dos leilões — oferecer oportunidades abaixo do preço de mercado.

Com isso em mente, torna-se mais fácil entender o lance condicional, que acontece quando o leilão termina e o item vendido não atingiu o preço mínimo de venda. Então, a empresa de leilão entra em contato com o vendedor para ver se ele diminui o valor, também contatando o comprador para verificar se ele aumenta a oferta. Caso a negociação dê certo, o item é vendido.

Mas como toda situação condicional, ela não garante sucesso. Afinal de contas, o lance pode não atender aos interesses da parte vendedora, que recusará a oferta no ato. Ainda assim, existe a possibilidade de que o lance condicional seja aceito, sobretudo, entre aqueles itens que, após vários leilões, ainda não conquistaram um comprador efetivo.

Como o lance condicional funciona?

Além de entender o que é esse tipo de oferta, também é importante saber como isso acontece. O lance condicional tem entre três e cinco etapas básicas. Veja só:

  1. o consumidor dá o seu lance (lance é o valor que você deseja pagar pelo bem);
  2. o leiloeiro avalia a seriedade da oferta e a repassa para a parte vendedora;
  3. aqui, o vendedor terá três opções: aceitar, recusar ou contraofertar;
  4. na última alternativa, caberá ao consumidor aceitar ou recusar a contraproposta;
  5. caso aceite, seguem-se os trâmites básicos de pagamento e retirada do bem.

Mas aqui devemos lembrar dos prazos, como aquele que o vendedor recebe para analisar a oferta, avaliando se aceita, recusa ou faz uma contraproposta. Na grande maioria das vezes, o período de espera é bastante curto e o comprador pode receber uma resposta nas próximas horas ou em dois dias úteis.

Caso o vendedor decida fazer uma contraproposta ao lance condicional, o comprador ganhará um novo prazo — informado pelo leiloeiro — para avaliar a contraoferta. Durante esse período, o lote continua suspenso em situação condicional.

Nessa etapa final, não existem segredos. Caso aceite a nova proposta, a negociação segue normalmente, do contrário, ela se encerra, retornando o lote ao leilão e dando a oportunidade para que outros consumidores tentem comprar a mercadoria.

Qual a vantagem do lance condicional?

O lance condicional pode ser entendido como uma ferramenta que facilita a negociação. Ele se destaca por trazer uma camada extra de flexibilidade para a atividade leiloeira, pois é capaz de conectar o vendedor ao consumidor de forma direta, permitindo um negócio considerado um a um, em que as duas partes dialogam para fechar um acordo de ganho mútuo.

Com uma estratégia bem ajustada, é possível que o comprador adquira uma mercadoria a um valor ainda mais baixo do que aquele sugerido pelo seu vendedor. Mas apesar dessa possibilidade, vale lembrar a importância de manter os pés no chão, sem se iludir.

Afinal de contas, o lance condicional é uma situação bem específica e que só acontece quando você tem o lance vencedor que ficou abaixo do lance mínimo, mas que ainda seja uma oferta interessante para ser considerada.

Você também deverá se manter atento às condições do Edital do evento. Esse documento reúne todas as informações importantes, inclusive, os prazos e etapas de um lance condicional.

Virtual ou presencialmente, você saberá de imediato se o seu lance se encaixou nessa categoria. A diferença é que, no leilão presencial, você terá a oportunidade de esperar a resposta do vendedor ou desistir da sua oferta.

Também é importante ficar atento ao prazo para o pagamento da compra, caso a negociação dê certo. Esse é o tipo de informação que você encontrará no documento com as Condições de Venda. Entre outras coisas, o material orienta sobre o formato e o prazo para quitar a aquisição.

Geralmente, as condições são as seguintes:

  1. os pagamentos (valor do lance e comissão do leiloeiro) deverão ser realizados por depósito em conta bancária ou boleto expedido pela empresa do leilão;
  2. o vencimento do boleto será fixado em um dia útil após a data do leilão;
  3. depois desses pagamentos, o comprador deverá encaminhar os comprovantes ao leiloeiro por e-mail ou outro canal apontado no material, dentro do prazo de um dia.

Por último, e não menos importante, devemos lembrar da obrigatoriedade da comissão do leiloeiro. Essa é uma taxa fundamental, pois remunera o profissional que prestou o serviço de mediação para viabilizar o negócio. Apesar disso, existem exceções.

Por exemplo, digamos que o comprador abandone a negociação, mesmo depois de ter ofertado o lance vencedor. Nesse caso, ele não precisará pagar a comissão do leiloeiro, mas sim, uma multa por ter descumprido o edital. Esse é o tipo de penalidade importante, pois torna a modalidade mais justa e equilibrada entre os consumidores.

Vale lembrar que, na maioria das vezes, o negócio acaba sendo concretizado. Isso acontece porque os leilões são modalidades de venda importantes para esferas judiciais e extrajudiciais — eles oferecem um canal rápido de venda de um bem.

Além desse caso, também existem as plataformas de leilões entre pessoas físicas, que utilizam a modalidade para se desapegar de um bem de maneira rápida e fácil. Com isso, o comprador acaba tendo muito poder de barganha, mesmo ao ofertar abaixo do valor mínimo. Agora que você sabe o que é leilão e lance condicional, já pode se programar para participar desse tipo de evento.

Ainda tem curiosidades sobre leilão? Tire todas as suas dúvidas sobre a modalidade agora mesmo!

Guia para comprar carro em leilões

Você também pode gostar

4 thoughts on “O que é lance condicional e como ele afeta suas negociações?

  1. Como saber que estou fazendo negócios com uma empresa Real e não fake, quando estou participando pela primeira vez de um leilão virtual?

Deixe uma resposta

-