Money Times: Empresa promove primeiro leilão internacional de imóveis desocupados em Portugal

2 minutos para ler

A Leilão Vip foi assunto no Money Times, um veículo de economia, finanças e investimento, parceiro do R7. Confira:

A Leilão VIP realizará no dia 19 de setembro, às 11h, o seu primeiro leilão de imóveis internacionais. Para inaugurar o pregão, que poderá ser acompanhado tanto de maneira presencial quanto online, serão leiloados 36 imóveis desocupados, localizados em Portugal, de três diferentes tipologias: casa, loja e propriedade rural, seja na planta, em construção ou pronta.

(Imagem: Daniel Rodrigues/Bloomberg)

“Além de adquirir um ótimo imóvel, pode ser a oportunidade de conquistar a cidadania portuguesa”, ressalta Cristiana Boyadjian, CEO da Leilão VIP, referindo-se ao visto de investidor que o brasileiro pode conseguir ao comprar um bem com valor igual ou superior a € 500 mil, assim como adquirir um imóvel localizado em área de reabilitação urbana no valor igual ou superior a € 350 mil.

O diferencial do leilão, segundo a empresa, está nas formas de pagamento. Além dos descontos que podem chegar a 30%, os interessados conseguem parcelar o imóvel em até 12 vezes dando uma entrada de 15% e dividindo o restante em parcelas fixas.

Também existe a possibilidade de realizar um financiamento em parceria com bancos portugueses, concedendo 30% de entrada e financiando os 70% restantes em 30 anos. Para usar essa modalidade de crédito, é preciso solicitar uma pré-aprovação da instituição financeira pelo menos 10 dias antes do pregão.

A Fazenda de Pero Viegas, localizada em Portalegre-Avis, Aldeia Velha, possui 290 hectares (Imagem: Divulgação/Leilão VIP)

Para os interessados em pagar à vista, os imóveis terão mais 10% de desconto em cima do valor final do lance vencedor.

Serviço

Evento: Primeiro leilão internacional de Portugal
Local: Online pelo site da empresa https://www.leilaovip.com.br/ ou na sede da empresa na Praça dos Omaguás, 98, Pinheiros/SP
Dia: 19 de setembro
Hora: 11h

Matéria do dia 15/08/2019. Fonte: Money Times

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-