Vender em leilão Vender em leilão

Afinal, é possível vender em leilão? Descubra

6 minutos para ler

Sem fazer mistério sobre a pergunta do título, nos adiantamos em dizer que sim, vender em leilão é uma possibilidade real para grande parte das pessoas. As vendas em leilão são uma ótima opção para quem quer se desfazer de algum bem já sem utilidade ou para quem precisa conseguir dinheiro de forma rápida e segura.

Neste artigo, vamos explicar para você como é o processo para realizar esse tipo de venda, quais as regras para participar de um leilão como vendedor e as vantagens desse processo. Então, se você está interessado no tema, confira nossas dicas e informações!

O que posso vender em leilão?

A lista de coisas que podem ser vendidas vai desde bens de alto valor, como imóveis e carros, até objetos mais baratos, como móveis, livros ou eletrodomésticos. Esses itens podem ser vendidos de maneira separada ou em lotes. Uma das características mais interessantes dos leilões é que os compradores que participam deles já estão interessados naquilo que está sendo leiloado. Isso ajuda muito quem está precisando vender, uma vez que que não precisará se preocupar com anúncios.

Além disso, quando o bem é vendido à vista, em poucos dias o dinheiro está nas mãos do vendedor. Por essa razão, os leilões podem ser usados como uma maneira rápida de conseguir dinheiro para abrir um novo negócio, quitar dívidas ou mesmo viajar. Tudo isso com a garantia de segurança em todas as transações e sigilo sobre seus dados compartilhados com a casa de leilões.

Ficou interessado e quer saber como participar? Então, confira nosso próximo tópico!

Quais são as regras para participar de um leilão?

Antes de entrarmos nos detalhes sobre as regras, de maneira resumida, para vender em leilão basta que ter mais de 18 anos – podendo ser pessoa física ou jurídica – e comprovar com algum documento oficial que o bem pertence a você. Atendidos esses requisitos, você está apto a procurar uma casa de leilões e colocar à venda aquilo que desejar.

Para comprovar a propriedade do item a ser leiloado, pode ser apresentado recibo de compra, nota fiscal ou matrícula, se for um imóvel. Nesses documentos, o nome do interessado em fazer a venda deve aparecer como atual proprietário. A comprovação é importante para garantir a segurança dos compradores. Essa medida torna o leilão é uma opção vantajosa para ambos os lados.

Como funciona um leilão?

três modalidades principais de leilão: presencial, misto e online. No primeiro, é possível dar lances apenas presencialmente. No segundo, tanto presencialmente quanto de forma virtual. No último, somente pela internet.

Iniciada a sessão, há um valor mínimo para cada um dos itens apresentados. Os interessados, por sua vez, devem dar lances superiores ao valor inicial. Quem oferecer o maior preço, fica com o objeto. É um processo fácil de compreender e que, como já dissemos, reúne muitas pessoas interessadas naquilo que está disponível para compra.

Definido o lance mais alto, o comprador deve realizar o pagamento e valor é repassado ao antigo dono do bem em poucos dias.

 Quais as vantagens de vender em leilão?

Agora que você já sabe como funciona e quem pode vender em leilão, apresentaremos algumas das vantagens ao optar por essa modalidade. Vamos começar pela lucratividade. Sim, vender em leilão pode ser altamente lucrativo. Isso porque, caso haja muitas pessoas interessadas naquilo que está à venda, o número de lances pode ser grande e ultrapassar aquele que você pediu inicialmente.

A segunda vantagem a ser elencada é o alcance de público que um leilão pode ter. Uma grande preocupação de quem está vendendo é fazer com que o máximo de pessoas saiba disso. Como há muitos interessados nas mais diferentes modalidades de leilão, todo tipo de item anunciado tem grande procura. Outro fator que ajuda no alcance é a migração dos leilões para a internet. Dessa maneira, os participantes podem ser de outras cidades e estados.

Destacamos que o contexto da pandemia fez o número de participantes de leilões online aumentar em até 70%. O que amplia as chances de conseguir vender seu item pelo valor estipulado pelo vendedor.

Um terceiro benefício para quem opta por vender em leilão é a previsão de venda. Em outras palavras, a empresa responsável pelo procedimento vai estabelecer uma data para que o leilão aconteça. Isso faz com que seja possível prever a data em que seu objeto será vendido, o que ajuda a se programar para receber o valor arrecadado. Caso não haja nenhum lance, ou o valor mínimo não seja alcançado, é possível participar de leilões futuros. Mas já adiantamos que as chances de venda são sempre muito altas.

Por fim, destacamos a segurança presente durante todo o processo do leilão. Logo no primeiro contato com a casa de leilões, o vendedor terá acesso a todas as informações de forma clara. A responsabilidade pelos passos da negociação, por sua vez, é da equipe que vai conduzir a venda. Além disso, os dados do vendedor são sempre mantidos em sigilo, e o comprador vai poder acessá-los apenas após a venda ser concretizada.

Neste artigo, você pôde entender melhor as regras para participar de um leilão, como a idade mínima do vendedor, os documentos necessários e os bens que podem ser arrematados. Desde imóveis e carros até eletrodomésticos e objetos menores. Depois, falamos um pouco sobre as modalidades desse tipo de venda – presencial, mista ou online – e as características de cada uma. Destacamos a modalidade online, em que mais pessoas conseguem participar e as chances de venda, portanto, são maiores.

Ao elencarmos as vantagens para quem opta por vender em leilões, demos atenção especial para a lucratividade, o alcance de público, a previsão de venda e a segurança. Com isso, foi possível trazer os pontos mais importantes para reforçar que vender em leilão beneficia tanto vendedores quanto compradores e, por isso, cresce a cada ano.

Se você ficou interessado em leiloar algum item depois de ler nosso artigo, o próximo passo é escolher um site seguro para realizar a venda. Clique aqui e confira nossas dicas sobre o assunto!

Posts relacionados

Deixe uma resposta