Passo a passo: aprenda agora como regularizar moto de leilão

como regularizar moto de leilão
6 minutos para ler

A aquisição de veículos leiloados vem se tornando uma opção cada vez mais comum, uma vez que tal modalidade de compra permite que você consiga o modelo e a marca que sempre desejou ter, por um preço que você pode pagar. Pensando nisso, preparamos esse passo a passo para que você aprenda agora como regularizar moto comprada em leilão. 

Afinal, não basta juntar dinheiro e dar um lance vencedor: é preciso estar em perfeita sintonia com as exigências da lei. No entanto, com um pouco mais de conhecimento sobre o assunto, é possível fazer a regularização sem grandes dificuldades. Quer descobrir como? Então continue lendo este conteúdo!

Como funciona o leilão de motos?

Um leilão de motos nada mais é do que um evento no qual esse tipo de veículo é colocado à venda pública, por meio do maior lance efetuado. Usualmente, elas têm origem nas seguradoras, que conseguem reaver itens roubados ou furtados dos seus segurados, com danos pequenos ou até mesmo em perfeito estado de conservação.

É uma modalidade regulamentada por lei e que possui diversos benefícios para os compradores, que podem encontrar preços aproximadamente 40% menores que os praticados pelo mercado. No entanto, para que tudo se mantenha em perfeita sintonia com a legislação brasileira, será preciso proceder com as devidas regularizações.

Como comprar uma moto em leilão?

O primeiro passo para comprar uma moto em leilão deve ser a busca por uma empresa de confiança e com boa credibilidade no mercado. Afinal, a gestora que promoverá o evento deve contar com uma boa plataforma e um site seguro. Para se assegurar disso, você pode usar a internet a seu favor, fazendo pesquisas e buscando opiniões.

Depois disso, é hora de checar suas próprias condições e possibilidades no momento, para que a compra não atrapalhe suas metas financeiras e mine o seu orçamento. Sabendo quanto você tem para gastar, fica mais simples estipular um limite para o arremate e direcionar a procura pelos itens disponíveis, de forma a otimizar ao máximo o seu investimento.

Por fim, você deve analisar as ofertas nos lotes, conferindo os editais e buscando motos com as características que você precisa, de modelos e marcas com os quais você se identifica. Com a certeza de que você está fazendo um bom negócio, comece a dar os seus lances e torça para se sair vencedor nessa disputa tão vantajosa para o comprador.

Quais as vantagens e as desvantagens de uma moto comprada em leilão?

Uma das maiores vantagens de adquirir uma moto em leilão, como dissemos, está relacionada ao preço. É comum encontrar itens que podem custar 40% ou até 50% a menos do que o praticado no mercado tradicional. Além disso, há uma enorme variedade de modelos, muitos dos quais das melhores montadoras do segmento.

Por outro lado, existem algumas desvantagens. Se você comprar de uma empresa pouco séria, é possível experimentar problemas no futuro. É preciso checar com cautela a procedência do veículo, seu estado de conservação e documentos. Feito o arremate, também é necessário fazer a regularização para começar a guiar por aí.

Uma moto comprada em leilão pode rodar?

Falando em guiar por aí, muitas pessoas têm a dúvida se uma moto em leilão pode rodar. Antes de tudo, você precisa entender que os veículos no edital serão classificados de duas maneiras: conservados ou sucatas. É isso que define se é possível andar normalmente por ruas e rodovias ou se o item só poderá ter as suas peças aproveitadas.

Se a classificação da moto for como sucata, não há direito a uma nova documentação, sendo proibido trafegar. Elas são vendidas apenas para desmanche. Já se for como conservada, a coisa muda de figura: bastará fazer as devidas regularizações no DETRAN local e pagar o IPVA do ano vigente para poder aproveitar a sua nova aquisição.

Qual o passo a passo para regularizar uma moto em leilão?

Finalmente, vamos mostrar qual o passo a passo para regularizar moto comprada em leilão. Acompanhe.

Preste atenção ao estado da moto

Para começar o processo de regularização, você já deve estar atento ao estado da moto antes mesmo do arremate. Isso garante mais segurança no processo e evita grandes dores de cabeça no futuro. Sendo assim, observe o que está detalhado na descrição do lote, especialmente a classificação, conservada ou sucata, e as demais características. 

Entre na disputa e faça um lance vencedor

Depois de garantir que a moto está classificada como conservada, você pode entrar na disputa. O próximo passo, portanto, é fazer um lance vencedor. É preciso que o seu investimento seja certeiro, de forma que você ganhe dos outros interessados, mas não acabe com o seu orçamento. Uma boa ideia é estipular um valor máximo para isso.

Solicite a inspeção veicular do veículo

Você arrematou a moto? Parabéns! É muito provável que você tenha feito uma compra por um valor abaixo do mercado. Porém, para rodar por aí, você deve solicitar uma inspeção, para obter o Certificado de Segurança Veicular (CSV). Existem empresas especializadas no serviço e isso será imprescindível para desbloquear a documentação.

Não marque bobeira com os prazos

Existem prazos definidos para todos esses trâmites e, ao contrário do que muita gente pensa, o processo não é demorado. A regularização do veículo costuma levar cerca de noventa dias, com variações de acordo com a empresa. Para agilizar, você deve separar sua carteira de habilitação, o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos) e solicitar a autorização prévia do DETRAN. 

Pegue a autorização emitida pelo DETRAN

Terminadas todas as etapas anteriores, você poderá pegar a autorização e a documentação final no DETRAN da sua cidade. Para isso, você precisa apresentar a nota fiscal da aquisição, o Auto de Leilão, os DUDAS pagos (que foram entregues na arrematação), o comprovante de pagamento da GRD, além dos seus documentos pessoais.

Como você pôde ver, regularizar moto de leilão não é tão difícil quanto parece! Basta seguir esses passos e aproveitar as vantagens de ter um veículo só seu para rodar!

Agora você já sabe qual o passo a passo para regularizar moto de leilão. Quer comprar veículos em uma empresa com experiência e credibilidade no mercado? Então clique aqui e conheça a VIP Leilões!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-