7 dicas para fazer a compra e venda de carros de forma segura

compra e venda de carros
6 minutos para ler

A compra e venda de carros é uma forma de aumentar sua a renda. Para que essa iniciativa funcione, o ideal é que o investidor desenvolva uma expertise sobre o mercado de automóveis.

Contudo, entender as nuances desse mercado não é nenhum grande desafio. Com um pouco de atenção a detalhes que passam despercebidos pela maioria das pessoas é possível encontrar excelentes oportunidades de negócios pela cidade e, claro, na internet.

Para ajudá-lo a entender melhor esse tema, vamos dar algumas dicas fundamentais na hora de comprar e de vender carros. Continue lendo este artigo!

1. Entenda o mercado de automóveis

O primeiro passo de qualquer investidor, independentemente do ramo em que atua, é conhecer o mercado em que está inserido. No caso dos comerciantes de automóveis, é fundamental acompanhar as variações de preços por meio de tabelas que falam do mercado de veículos.

2. ­Compre modelos de cores neutras

Quando o objetivo da compra é revender, o comprador precisa considerar as tendências de mercado, como a preferência do cliente sobre a cor do automóvel.

A fabricante de tintas PPG realiza e divulga um levantamento sobre o comportamento do consumidor automotivo a respeito das cores. De modo geral, as cores neutras são as prediletas das pessoas.

Em 2018, na América do Sul, 38% dos consumidores escolheram carros brancos, 30% optaram pelos pratas e 10% pelos automóveis pretos. O vermelho atraiu a atenção de apenas 8% dos consumidores.

3. Tome cuidado com golpes pela internet

As plataformas de compra e venda facilitaram muito a vida das pessoas, mas é preciso tomar alguns cuidados para evitar cair em golpes comuns. Uma dica é ficar atento às informações dadas, verificando se existe alguma divergência entre a descrição do veículo e as fotos, por exemplo.

Se você estiver vendendo o automóvel, evite receber cheques de pessoas físicas. No caso dos cheques administrativos, consulte junto ao banco a veracidade das informações dadas pela empresa.

Dê preferência ao pagamento via transferência bancária e verifique se o dinheiro realmente caiu na sua conta. Alguns golpistas podem falsificar comprovantes de TED ou DOC. Por isso, muita gente prefere ter uma empresa intermediando essa negociação. Esse é o caso de quem usa sites como o Vip Direto. Essas plataformas filtram as informações dos seus usuários, fazendo com que a comunicação entre eles se torne mais segura.

4. Cheque as informações do veículo

Com uma simples consulta no site do Detran do seu estado, é possível verificar se o antigo proprietário cumpriu com as suas obrigações legais, como o pagamento de multas, IPVA e licenciamento. Para isso, basta ter o número do Renavam e a placa.

Observe também se o número do chassi e motor são os mesmos que foram divulgados pelo vendedor. Se os números não batem, tome cuidado, pois o segundo pode ter sido trocado sem a devida comunicação ao Detran ou pior — o carro pode ser clonado.

Regularizar a numeração do motor do veículo, por exemplo, pode ser bastante trabalhoso, uma vez que exige a nota fiscal do profissional que fez o motor. Nem sempre o vendedor tem acesso a ela, principalmente quanto ele está revendendo o carro sem nunca ter verificado esse detalhe.

5. Não se esqueça da documentação

A transferência de propriedade do automóvel deve ser feita em até 30 dias. Caso contrário, o comprador estará cometendo infração grave. Além disso, o antigo proprietário pode pedir que o veículo seja bloqueado. Essa atitude tem como objetivo evitar que ele seja penalizado por infrações cometidas pelo novo proprietário.

Os documentos necessários para realizar a transferência são os seguintes:

  • RG e CPF do comprador;
  • comprovante de endereço do comprador (original e cópia) emitidos a no máximo 90 dias;
  • duas vias do formulário do Renavam (pode ser emitido no site do Detran do seu estado);
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV) assinado pelo novo proprietário com firma reconhecida;
  • Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo (CRLV) original e a cópia;
  • dois recalques do chassi;
  • comprovante de pagamento do CRV e de quaisquer outros débitos do veículo.

Na hora de vender o carro, não se esqueça de incluir esses custos no preço do produto, uma vez que eles também representam uma parte do investimento realizado.

6. Fique atento aos leilões on-line

Quem atua no mercado de compra e venda de carros há algum tempo sabe que os leilões são uma ótima maneira de adquirir bons automóveis para revenda. Atualmente, as hastas on-line facilitam esse tipo de compra.

Ao contrário dos sites de compra e venda, em que qualquer pessoa pode anunciar, os leilões precisam ser realizados por empresas devidamente legalizadas. Os detalhes do leilão são divulgados em editais que podem ser consultados por qualquer pessoa.

Nesse caso, o comprador precisa estar atento ao preço de mercado do veículo para fazer uma boa compra. Também é importante se lembrar que o pagamento deverá ser realizado à vista e que existe uma taxa de 5% que precisa ser paga ao leiloeiro.

Ainda assim, essa compra pode ser um excelente negócio, uma vez que as vendas sempre acabam sendo fechadas por preços bem abaixo dos praticados no mercado.

7. Considere o valor da manutenção

Quando se compra um automóvel com o objetivo de o revender, pode ser necessário realizar algum investimento para o tornar mais atrativo, como troca de estofamento, pintura, etc.

Esses gastos devem ser realizados com cuidado, sem se deixar levar por gostos pessoais e priorizando as tendências de mercado. Não se esqueça de considerá-lo na hora de vender o carro. Se você deseja ganhar dinheiro com compra e venda de carros é sempre bom ter um mecânico de confiança para realizar esses reparos.

Como vimos, o mercado automotivo apresenta uma série de oportunidades para quem deseja investir na compra e venda de carros. Para ter sucesso nesse segmento, é importante estar bem-informado, acompanhando as novidades do setor.

Se você quer aprender mais sobre o mercado de carros usados, continue aqui no nosso blog. Publicamos um artigo explicando como funcionam os leilões de carro e por que valem a pena!

Você também pode gostar

Um comentário em “7 dicas para fazer a compra e venda de carros de forma segura

  1. Sensacional, belo texto … Impecável por sinal !
    Trabalhei durante 15 anos no ramo automotivo, e posso afirmar e garantir que as dicas foram impecáveis … Parabéns a quem conseguiu resumir um pouco do mercado de compra e venda de automóveis.

Deixe uma resposta

-