Como juntar dinheiro para comprar uma casa em passos simples?

como juntar dinheiro para comprar uma casa
7 minutos para ler

Conquistar a casa própria é o sonho da maioria dos brasileiros, porém é algo que exige um investimento alto, planejamento e muita preparação. Por conta disso, muitas pessoas acabam se perguntando sobre como juntar dinheiro para comprar um imóvel.

Todo o processo de aquisição da primeira casa exige corte de gastos, realização de economias, pesquisa do imóvel que mais atende às necessidades da família e cabem no orçamento, qual a melhor opção para pagamento do imóvel, entre outros aspectos. E todos esses passos podem ser feitos de uma forma bem mais fácil se você souber como se organizar!

Pensando nisso, separamos alguns passos simples para te ajudar a conseguir juntar o dinheiro necessário e comprar a casa própria, além de entender melhor como funciona esse processo de aquisição do primeiro imóvel e os principais gastos que ele envolve. Vamos lá?

Quais os principais gastos a se considerar na compra de um imóvel?

A compra de um imóvel é algo que envolve bastante planejamento, principalmente financeiro, para que o comprador consiga arcar com o valor do bem e também pagar os outros custos que vem inclusos para a regularização da propriedade.

Quando alguém adquire um imóvel, é necessário pagar alguns impostos, taxas para registro, escritura, mudança completa para a nova casa e, em alguns casos, também é preciso fazer pequenas reformas ou reparos na construção. Veja alguns custos abaixo.

Imposto para Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)

O ITBI é uma taxa cobrada pela prefeitura do município onde o imóvel está localizado para que seja feita a transmissão de titularidade do bem. Esse imposto custa cerca de 2% do valor total da casa, porém pode sair mais barato, dependendo do preço de compra que foi negociado.

Registro do Imóvel

Depois da compra e da transferência, é necessário que o imóvel seja registrado. Esse procedimento é feito em um cartório e vai comprovar quem é o proprietário da casa ou do apartamento. O custo com o registro varia de um estado para o outro, visto que ele envolve a soma de várias taxas diferentes.

Escritura Pública

Já a escritura pública se trata de um documento que visa formalizar judicialmente a vontade das partes envolvidas na negociação de compra e venda. A taxa de uma escritura é cobrada apenas daqueles que pretendem comprar o imóvel à vista, já que o contrato firmado com um banco em um financiamento imobiliário já vale como escritura. O valor também varia de acordo com o estado.

Mudança para o imóvel

Outro gasto para o qual você deve se preparar é a mudança. É necessário contratar um carreto para transportar todos os seus pertences ou comprar um mobiliário novo. Por isso, é essencial se preparar e ter um dinheiro reservado para essa fase.

Pequenas reformas ou reparos

Se você for comprar um imóvel já usado, corre o risco precisar realizar alguma pequena reforma, devido a alguns desgastes que a construção pode apresentar. Seja alguma placa de revestimento solta, pintura descascando, problemas no telhado ou até mesmo alguma infiltração nas paredes. Portanto, reserve um pouco do seu orçamento para esses gastos.

Como juntar dinheiro para comprar uma casa?

Traçar prioridades

Quando você lida com gastos ou economias, é muito importante traçar algumas prioridades para que seja possível ter um controle maior do seu dinheiro e conseguir economizar. Sendo assim, coloque a compra da casa como prioridade máxima e conheça bem as suas despesas básicas, para que você gaste apenas como o necessário.

Controlar gastos

Depois, é importante controlar totalmente os gastos. Comece cortando algumas coisas que não vão te fazer muita falta, como TV por assinatura, serviços de streaming de músicas e vídeos, plano telefônico que não usa por completo, assinatura de jornais e revistas, passeios que podem acabar se transformando em comprinhas, entre outros.

Também é importante tentar reduzir alguns gastos com energia elétrica, consumo de água e telefone, por exemplo, com o objetivo de diminuir o valor das contas no final do mês. Assim, você consegue retirar algumas economias mensais que vão diretamente para a compra do imóvel.

Ter um planejamento financeiro

Como já foi dito, a aquisição de um imóvel envolve um certo planejamento financeiro, e para isso é necessário controlar o que se gasta. Você pode fazer uma planilha e colocar todas as entradas e despesas e, dessa forma, conhecer o quanto você pode economizar.

Isso ajuda também a se preparar para o caso de um financiamento, que requer cerca de 30% do seu orçamento mensal. Com um planejamento, você consegue se programar para dar uma entrada no imóvel e depois pagar as parcelas restantes.

Conhecer diferentes tipos de investimentos

Existem diversos tipos de investimentos diferentes com os quais você consegue realizar a compra do seu imóvel. Conheça os principais!

Consórcio

Você pode adquirir um imóvel por meio de um consórcio, onde um grupo de pessoas com o mesmo objetivo se reúne. Elas pagam mensalmente um valor para a monitoria do consórcio e, todo mês, alguém é beneficiado com um montante para poder fazer a sua compra.

Financiamento

O financiamento imobiliário é a alternativa mais comum para adquirir um imóvel. O comprador procura uma instituição financeira e solicita o crédito para a compra da casa. O banco solicita uma série de documentos para a regularização do cliente e comprovação da renda. Depois que o financiamento é aprovado, uma avaliação é feita no imóvel para constatar o valor de compra, e então feita a negociação com o banco para determinar o tempo de contrato e número de prestações do financiamento.

Leilão

Quem quer comprar um imóvel de forma mais rápida e com um valor bem abaixo daquele estipulado pelo mercado imobiliário, pode considerar os leilões, que são uma excelente alternativa.

Nesse caso, muitos imóveis são colocados à venda para suprir alguma dívida ou problema judicial com o bem. Os proprietários não tem outra alternativa a não ser leiloar. Os leilões ainda podem ser extrajudiciais e também entre pessoas físicas, que tenham interesse de vender seus bens.

Os leiloeiros então reúnem os interessados, podendo ser pessoalmente ou online, que fazem ofertas para o imóvel a partir de um lance inicial. Quem der o melhor lance que atender às expectativas dos donos do imóvel, consegue a compra.

O leilão de imóveis permite que você compre o seu imóvel com preços até 60% abaixo do mercado imobiliário, existindo até a possibilidade de financiar essa compra. É ou não é uma ótima opção?

Por fim, vale ressaltar que se todos os passos para conseguir comprar os imóveis forem feitos corretamente, você vai conseguir realizar o sonho da casa própria de forma muito mais fácil e rápida.

O que achou do nosso conteúdo? Gostou de aprender um pouco mais sobre como juntar dinheiro para comprar uma casa? Ficou interessado em ver mais assuntos como esse? Então siga as nossas redes sociais para continuar nos acompanhando. Até mais!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-