Leilão de carro: entenda como funciona e por que vale a pena!

como funciona o leilão de carros
10 minutos para ler

Com a alta dos preços no segmento automotivo, muitos consumidores estão mudando as soluções de aquisição de seus veículos. Entre elas está a modalidade de leilão, que tem conquistado cada vez mais espaço no mercado. Mas você sabe como funciona o leilão de carro? Quem não está habituado a esse universo pode apresentar diversas dúvidas e até mesmo receio de fechar negócio com uma empresa leiloeira.

Afinal de contas, será que vale a pena, quais as vantagens, quem pode participar? Quanto mais você souber sobre esse tipo de compra, mais facilidade e segurança terá para usufruir dos seus benefícios e investir no seu carro dos sonhos. Para sanar as suas dúvidas, preparamos este post com todas as informações sobre leilão. Confira!

Guia para comprar carro em leilões

O que você precisa saber sobre um leilão de carro?

Em um primeiro momento, o público-alvo dos leilões automotivos abraça a todos aqueles que estão em busca de uma boa oportunidade, atendendo de revendedores a pessoas comuns que visam economizar. Por isso, não há motivos para se excluir dessa modalidade, sendo fundamental que se aprenda tudo o que ela pode te oferecer. Veja!

A principal vantagem

Popularmente, os leilões são consagrados por sua maior virtude: a possibilidade de se fechar negócios muito abaixo do preço de mercado. Embora tenha essa característica relevante, muitos consumidores ainda se sentem receosos em experimentar a modalidade, com preocupações causadas pela falta de familiaridade com o assunto.

Até certo ponto, isso é perfeitamente natural! Isso porque, o mercado automotivo brasileiro sempre foi altamente tradicional, habituando seus consumidores a apenas duas alternativas básicas, o financiamento e o consórcio.

Mas isso tem mudado consideravelmente, sobretudo em um momento de alta de preços no segmento, que motiva os compradores a buscarem alternativas que ofereçam mais por menos. É justamente aqui que entram os leilões, que são modalidades capazes de oferecer veículos com preços até 50% abaixo da tabela.

Os participantes

Agora, chega uma questão que aguça a curiosidade dos interessados: quem pode participar? Bem, o leilão é uma modalidade bastante acessível, mas conta com alguns requisitos mínimos para garantir seu funcionamento e transparência entre os participantes. Confira quais são essas exigências:

  • ser maior de 18 anos;
  • contar com CPF, RG ou CNH e, em alguns casos, comprovante de residência;
  • realizar um cadastramento prévio no site ou sede do leiloeiro responsável.

Pronto! Com isso, você garante a sua adequação legal para a participação da modalidade. Ainda assim, aqui cabe fazer um adendo, que apesar de não ser um requisito, é fundamental para a sua compreensão do evento. Leia o edital existente no portal do leiloeiro. Esse documento descreve todos os detalhes da modalidade, apontando suas obrigações e direitos no exercício do leilão.

Os leilões online

Já aqui, temos uma vantagem inerente aos leilões da era moderna. Provavelmente, você conhece aquela concepção básica de um leilão, que se vê nos filmes, não é mesmo? Várias pessoas em uma sala, ofertando seus lances na disputa por um mesmo objeto. O maior lance, vence o lote! Pois bem, é exatamente disso que se trata um leilão online, que troca a presença física pela participação digital.

Para tanto, o portal de leilões trabalha com uma plataforma online específica, que é responsável por autenticar a identificação de cada participante. A partir daí, você vai ser autorizado a realizar os seus lances de qualquer lugar em que esteja. Aqui, vale lembrar que a modalidade virtual do evento é regida pelos mesmos parâmetros jurídicos e éticos do presencial, se diferenciando apenas por acontecer no meio digital e trazer mais praticidade para os interessados.

Inclusive, também vale dizer que a popularização dos leilões virtuais trouxe à tona uma breve discussão sobre a combinação desses dois públicos: o digital o presencial. Portanto, hoje em dia é possível encontrar leilões mistos, com compradores realizando lances digital e presencialmente, além daqueles que são exclusivamente presenciais ou online.

Por fim, também é interessante notar que a popularização desse formato se dá por conta de um incentivo constitucional, uma vez que o Artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro aponta que os veículos apreendidos e não reclamados dentro de 60 dias serão leiloados, com realização preferencialmente eletrônica.

O funcionamento da modalidade

De uma maneira geral, os leilões de veículos contam com alguns parâmetros básicos para sua realização, garantindo o funcionamento da modalidade e o padrão da categoria. Aqui, é importante que se entenda que:

  • os pagamentos são realizados à vista;
  • existe a comissão do leiloeiro, ajustada em 5% do valor do arremate;
  • havendo pendências, o comprador deverá regularizar estas antes de retirar o veículo;
  • todo tipo irregularidade, débitos e pendências estarão descritos na observação do lote;
  • caso não honre o pagamento do seu lance vencedor, você será incluso em uma lista que o proíbe por tempo indeterminado a participar de leilões.

Para além disso, o básico: o maior lance leva o veículo disputado, caso a expectativa de valor do vendedor seja atingida.

Quais são as categorias de leilões?

Por último, chega o momento de conhecer as principais categorias do leilão automotivo. Como perceberá, cada uma delas tem alguma particularidade, que geralmente está relacionada com a causa que levou o veículo a esse tipo de execução. Dê uma olhada!

Montadoras

Todo ano, as montadoras lançam novos modelos de carro. Esses automóveis vão à leilão quando a fabricante está prestes a lançar uma nova geração, reconhecendo que o pátio ficará encalhado na tentativa de vender os modelos antigos frente as suas versões sucessoras.

Recuperação financeira

Os famosos leilões de bancos e instituições financeiras. Basicamente, o que houve a esses carros foi a inadimplência de seus antigos donos, que não conseguiram continuar com seus pagamentos.

Seguradoras

Esses leilões reúnem os veículos recolhidos pelas seguradoras, englobando os modelos recuperados de algum sinistro, como roubo ou furto. Por conta disso, podem existir danos pequenos ou grandes, dependendo exclusivamente da situação que levou esses carros ao pátio.

Órgãos públicos

Trata-se leilões que reúnem os bens passivos das organizações públicas. Esses carros podem ser da frota de estatais ou setores do Governo Federal. Na grande maioria das vezes, essas unidades vão à leilão na premissa de que a frota será modernizada. Portanto, para gerar o caixa utilizado no pagamento da licitação dos novos veículos, os órgãos públicos levam as unidades usadas à leilão.

Pessoa Física

Por último e não menos importante, a categoria de leilões entre pessoas físicas. Essa modalidade tem crescido no gosto dos consumidores, por oferecer um método simples e transparente para se desapegar dos itens encostados na sua casa. Para tanto, basta se cadastrar em uma boa plataforma de leilões e pronto!

Com isso, você consegue atingir uma audiência gigantesca aos seus produtos, agilizando a venda de carros, eletrônicos e demais variedades. O mesmo vale para quem quer comprar: cadastrou, participou, comprou!

Quais os tipos de veículos que vão a leilão?

Uma dúvida muito comum sobre como funciona o leilão de carros é sobre quais são os tipos de veículos que podem ir a leilão. Na realidade, não há uma restrição quanto a isso, mas a prática aponta para três principais modalidades praticadas no país e que possuem algumas peculiaridades e características específicas, sobretudo quanto à origem dos itens.

Uma delas e, possivelmente, a mais comum, é a de recuperação financeira. Via de regra, é organizada pelas instituições bancárias, com os veículos que foram recuperados por conta de inadimplência dos compradores, que não fizeram o pagamento das prestações em dia e acabam perdendo o bem para que a dívida seja saldada.

Outra situação comum são os leilões de montadoras, que são compostos por unidades da própria empresa e em ótimo estado de conservação, pois geralmente eram empregados em operações internas ou test-drives, por exemplo. Também temos o leilão de seguradoras, com carros recuperados de sinistros, como roubos, furtos ou colisão.

Comprar um veículo em leilão é confiável?

Agora que você já entendeu melhor como funciona o leilão de carros, vamos mostrar como comprar um veículo de maneira confiável e sem surpresas desagradáveis. Você deve ter em mente que essa é uma prática cada vez mais comum, feitas por empresas com expertise no mercado e que possuem autorização para isso.

Sendo assim, o primeiro passo nesse ponto é ter certeza de que a instituição leiloeira é devidamente autorizada e tem reconhecimento no ramo. A internet é uma boa fonte de informações, assim como o próprio site oficial, que deve contar com as certificações, CNPJ, endereço físico e formas de contato, para dizer o mínimo.

Outra etapa é avaliar o modelo do automóvel que você deseja e a sua montadora. Nos dias de hoje, o Brasil conta com muitas opções de nacionais e importados, alguns dos quais têm um histórico de muita segurança, enquanto outros são campeões de problemas e reclamações. Por fim, dê uma lida no edital e observe atentamente a descrição do item.

Quais são as vantagens do leilão de carro?

Para terminar o conteúdo, vamos apontar algumas das principais vantagens do leilão de carros. Não dá para negar que, para boa parte dos interessados, o grande atrativo de fazer os seus lances é que, por meio de uma modalidade de vendas assim, é muito mais viável adquirir um excelente automóvel por um preço bem menor do que o de mercado.

Não é raro, por exemplo, encontrarmos exemplares, novos, seminovos e usados, que são vendidos por cerca de 30% a 50% menos do que a tabela. Outro ponto alto é a excepcional variedade de marcas e modelos, pois as montadoras, seguradoras e instituições bancárias podem leiloar qualquer tipo de veículo, com anos e cores distintas.

No caso de um leilão realizado por órgãos de trânsito ou judiciais, o preço que você vai pagar para comprar já será utilizado na quitação de qualquer débito antigo, como o IPVA ou multas que não foram pagas. Vale ressaltar que, mesmo no caso de seguradoras, novo dono também não assume as prestações dos antigos financiamentos.

Por fim, cabe lembrar ao consumidor o maior ponto de atenção que se deve ter nesse setor: o cuidado ao escolher uma boa empresa de leilões. Afinal de contas, você precisa garantir que vai negociar com uma organização comprometida com a sua conquista e que seja reconhecida no mercado pela excelência dos serviços prestados. Então, agora que você sabe tudo sobre como funciona o leilão de carros, já pode se preparar para comprar o seu automóvel por um valor muito mais em conta, de forma inteiramente segura.

Achou esse post interessante e quer saber mais sobre o tema? Para isso, curta nossa página no Facebook e confira outros artigos!

Cadastrar-se em leilão para veículos

Você também pode gostar

12 thoughts on “Leilão de carro: entenda como funciona e por que vale a pena!

  1. bom dia

    quais sao as implicações de arrematar um veiculo em leilões sobre resgtrições pelas seguradoras…(pergunta), pois h´pa v´parios comentártios que as mesmas não cobrem o vaklor pago em leilão e ainda tenho duvidas sobre o que significam os termos 1a. monta, 2a.monta e 3a. monta e o que implica em cada uma delas.

    apreciaria vossa explçicação pois assim eu poderia até me tornar um arrematador e prosseguir de forma ciente.

    grato,
    álvaro

    1. Olá, Alvaro!
      O valor que a seguradora irá indenizar o cliente em caso de sinistro depende de diversos fatores: os locais pelos quais o veículo circula, se é usado para trabalhar ou só para pequenos deslocamentos e também de quais tipos de leilão o veículo é proveniente. Em geral as seguradoras costumam pagar de 70% a 100% do valor de mercado pelo veículo, a depender da vistoria que fizerem.
      Inclusive, é proibido que a seguradora se recuse a fazer um seguro simplesmente por um veículo ser proveniente de leilão.

      E sobre a pequena, média ou grande monta:

      Quanto maior o nível, maior foi o acidente. Veículos de pequena monta normalmente têm pequenos riscos ou amassados, de média monta os danos são um pouco maiores, enquanto os de grande monta os danos à lataria e motor são consideravelmente maiores.

      Qualquer dúvida, você pode entrar em contato com a equipe da Vip Leilões pelo 4003 0024!

  2. boa tarde,
    Minha duvida e’: comprando um carro no leiao, ( qualquer leilao) a seguradora faz o seguro completo do carro ou apenas parcial?

    obrigado

    Andre

    1. Oi, André!
      É proibido que a seguradora se recuse a fazer o seguro, ou depreciar o veículo segurado simplesmente por ele ter passagem por leilão. O Código de Defesa do Consumidor (artigo 39) classifica a recusa do serviço como prática abusiva e o consumidor pode recorrer ao Procon.
      O que acontece é que, assim como qualquer seminovo, o veículo irá passar por uma vistoria. Caso seja aprovado nesta vistoria, ele estará apto a ser segurado. A seguradora precisa apresentar uma justificativa sobre o motivo de não aceitar o veículo. Para isso, ela é obrigada a realizar uma vistoria detalhada para encontrar os pontos que podem justificar a recusa do veículo.

      1. Comprei um carro na Vip Leilão e peguei ele no guincho e levei direto para oficina mexendo no carro o mecânico disse que o motor está fundido o que fazer nesse caso

        1. Bom dia Elson, tudo bem? Entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo número: (11)3777-8088, eles irão te orientar sobre 😉

  3. gostaria de saber se todos os sites de leilão que tenham no rodapé o selo se leilão confiavel posemos realmente confiar, pois dentro das minhas pesquisas encontrei selos em leiloes que constam como falsos.

    1. Comprei um carro na Vip Leilão e peguei ele no guincho e levei direto para oficina mexendo no carro o mecânico disse que o motor está fundido o que fazer nesse caso

      1. Bom dia Elson, tudo bem? Entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo número: (11)3777-8088, eles irão te orientar sobre 😉

  4. Assim como temos uma relação de leiloes falsos, eu e acredito que muitas pessoas que pretendem comprar algo com segurança agradeceríamos .

Deixe uma resposta

-