Reforma de cozinha sem erros: os principais pontos de atenção

reforma de cozinha
6 minutos para ler

Chega um momento em que todo mundo quer mudar alguma coisa em sua casa ou apartamento, seja comprar uma mobília nova, aumentar algum cômodo, trocar os revestimentos do banheiro e até mesmo realizar uma reforma de cozinha. Porém, muita gente fica com receio de comprometer o orçamento e não sabe muito bem por onde começar.

Uma reforma de cozinha geralmente traz muitos benefícios, afinal de contas o cômodo é sempre o lugar mais cheio da casa, onde os moradores recebem visitas e fazem as refeições. Então, renovar um pouco, trazer uma decoração nova e trocar a estética do ambiente muitas vezes acaba sendo uma boa pedida.

Se você não sabe por onde começar a sua reforma da cozinha, continue por aqui e veja um pouco sobre quais os revestimentos para esse tipo de ambiente, bem como alguns erros que você não pode cometer durante essa mudança! Vamos lá?

Revestimentos para reforma de cozinha

Ladrilhos

Os ladrilhos são sempre uma boa pedida para as paredes da cozinha. Eles agregam informação e valor sem ocupar muito espaço na superfície. Você pode utilizar os ladrilhos na área atrás do fogão ou acima da pia, uma vez que eles podem proteger a superfície de respingos de água, óleo e umidade, sendo, assim perfeitos para esses locais.

Os ladrilhos também são super fáceis de limpar, e quando você escolhe por materiais coloridos, eles não vão destacar muito a sujeira, o que garante uma boa aparência na cozinha. Eles podem ser encontrados em inúmeros formatos, cores e estampas.

Azulejos

Os azulejos são o tipo de revestimento mais comum existente no mercado. Eles são muito escolhidos para o acabamento de cozinhas por conta do seu ótimo desempenho, a infinita variedade de cores, estilos e formatos, e o principal, que é o preço de compra. Quem quer economizar sempre opta por esse tipo de revestimento.

Eles podem ser utilizados tanto nas paredes quanto no chão da cozinha e também e são muito fáceis de limpar. No entanto, não são tão sofisticados quanto as outras opções do mercado.

Porcelanato

O porcelanato é um tipo de revestimento que vem ganhando grande destaque na maioria das construções, por conta do seu processo de produção diferenciado, que confere uma superfície bem mais resistente do que a maioria dos outros materiais.

Existem muitos tipos de porcelanato nos quais você pode apostar, como o esmaltado, polido, estruturado, natural, acetinado, e até mesmo aqueles que imitam outros materiais, como madeira e metal.

Para a cozinha, você pode utilizar qualquer tipo, tanto no piso, quanto na parede e até mesmo nas bancadas. Sempre tente harmonizar a estampa e as cores com o restante do ambiente e evite o porcelanato polido para o chão, já que ele tem baixa absorção de água e pode acabar se tornando bastante escorregadio.

Pastilhas

Os detalhes em pastilhas cerâmicas também têm conquistado um espaço no mercado e trazem beleza e sofisticação para o ambiente, principalmente se for na cozinha. Essas pastilhas são bastante acessíveis e podem contribuir para a qualidade estética e funcional do cômodo.

Elas podem ser aplicadas em uma faixa acima da pia, apenas como um destaque em meio aos outros revestimentos. Com isso, você terá um gasto menor e toda a reforma fica mais acessível. Você encontra pastilhas de diversas cores e tonalidades e até mesmo de vidro.

Pedras

As pedras também são outro tipo de material que pode ser utilizado para a reforma de uma cozinha. Geralmente elas são mais colocadas nas bancadas, por conta da sua beleza e resistência. As mais usadas são o mármore e o granito, que podem ser encontrados em cores diferentes, sendo o branco e o preto as cores mais procuradas.

Erros na reforma de cozinha e como evitá-los

Não realizar mais de um orçamento

Fazer uma reforma na cozinha significa contratar serviços de terceiros e levar pessoas para dentro do seu apartamento ou casa, que serão responsáveis pela mudança e reparos em seu cômodo. Portanto, você não deve contar apenas com uma opção, visto que ela pode acabar não sendo a mais vantajosa dentre as outras do mercado.

Com isso, o ideal é que sejam feitos pelo menos três orçamentos diferentes, de empreiteiros licenciados, para que você consiga decidir sobre a melhor opção. Peça indicações dos amigos e da família, confirmando se essas são referências realmente boas.

Não planejar a reforma

Não fazer um planejamento da reforma também é um grande erro, uma vez que, durante o serviço, você pode querer mudar ou adaptar algo — isso muitas vezes acaba saindo mais caro.

Para evitar esses transtornos, o ideal é que você coloque no papel tudo o que pretende fazer, listando todos os gastos, compras que precisam ser feitas, prestadores de serviços, orçamentos, mão de obra, materiais, prazos, etc. Com isso, você acaba tendo um controle de cada etapa e poderá realizar qualquer mudança sem ter prejuízos.

Ignorar medidas ou regras de segurança

Além disso, ao reformar sua cozinha deve-se ter sempre em mente as medidas exatas do espaço e as regras de segurança. É necessário se manter fiel ao que foi pensado no projeto e todas as medidas disponíveis, principalmente para a compra dos materiais e também o recorte dos revestimentos, de modo a evitar desperdícios.

Com relação às regras de segurança, é sempre bom ficar atento ao uso dos equipamentos de proteção por parte dos operários da obra. Veja se os empreiteiros estão usando os óculos, capacetes, máscaras, dentre outros EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), para evitar que ocorram acidentes durante o serviço.

Não fazer um contrato de trabalho

Por fim, é necessário ter um contrato de trabalho bastante detalhado, pois aquilo que se negocia verbalmente, sem garantia escrita, muitas vezes pode acabar sendo fonte de problemas no futuro. Portanto, elabore um documento que seja assinado por você e pelos profissionais que realizarão o trabalho, contendo as atividades, datas, prazos, valores e também a forma de pagamento.

Esse contrato deve valer para qualquer prestador de serviço que você for contratar para reformar sua cozinha do seu apartamento.

Vale ressaltar que uma reforma de cozinha pode ser uma excelente mudança, mas se você não se atentar a esses pequenos erros que as pessoas costumam cometer, o sonho pode acabar se tornando um grande problema. Por isso, é muito importante seguir essas dicas que demos.

O que achou do nosso conteúdo? Gostou de entender um pouco mais sobre como evitar erros em uma reforma de cozinha? Se quiser ver mais posts como este, assine a nossa newsletter para continuar nos acompanhando!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-