leilão de carros devolvidos para o banco leilão de carros devolvidos para o banco

Entenda como funciona o leilão de carros devolvidos para o banco

6 minutos para ler

Comprar aquele modelo de carro tão sonhado por um preço abaixo do mercado pode se tornar realidade. Você sabe o que é leilão de carros devolvidos para o banco? É sobre isso que falaremos neste artigo. Vamos explicar os pontos mais importantes para você prestar atenção na hora da compra e outras informações que podem te ajudar na hora de dar um lance.

Porém, como sabemos, os carros são bens que requerem um grande investimento tanto na compra quanto na manutenção ao longo dos anos. Portanto, vamos explicar como é possível fazer um bom negócio para que vendedor e comprador saiam satisfeitos da transação. Ficou interessado nessa possibilidade? Então, confira nosso artigo para conhecer mais!

O que é um leilão de carros devolvidos para o banco?

A falta de planejamento financeiro pode fazer com que as pessoas que financiaram seus veículos não consigam arcar com as parcelas. Nesses casos, o banco ou financiadora, tem o direito de recuperar o automóvel e vendê-lo para recuperar o montante perdido. Essas vendas, geralmente, acontecem num leilão. Essa é a sua oportunidade de economizar dinheiro e conseguir um bom veículo. Caso o valor arrecadado na venda seja superior à dívida, o restante é devolvido ao antigo devedor.

Porém, a maioria das pessoas opta por não comprar carros em leilões por preconceito ou desconhecimento de como ele funciona. No imaginário popular, todos os carros de leilão são considerados ruins ou sucata. Isso não é verdade. Podemos encontrar veículos em ótimo estado ou com pouca necessidade de manutenção.

Como funciona o leilão de carros devolvidos de financiamento?

Esse tipo de leilão funciona como os demais. O bem é ofertado e a pessoa que der o maior lance, compra. Por isso, é uma oportunidade de comprar um automóvel num valor bem abaixo do praticado no mercado. Mas, antes de tentar a compra, não se esqueça de verificar todos os dados que constam no edital.

Também merece atenção a procedência do leilão. Certifique-se de que a empresa leiloeira possui boa reputação e tente conversar com outras pessoas que já compraram algum bem pela mesma empresa. Dessa maneira, vai ter uma ideia de como o processo funciona.

Em leilões presenciais, embora não seja permitido fazer um test drive com o veículo, você pode examinar visualmente o automóvel. Se tiver um mecânico de confiança para te acompanhar, não hesite em convidá-lo, já que ele saberá analisar o bem com mais precisão, e dizer se está, ou não, em boas condições.

Como participar desse tipo de leilão?

As regras para participar de um leilão de carros devolvidos para o banco vão variar de acordo com o tipo de leilão. Se for um leilão on-line, por exemplo, a única regra é se cadastrar no site. Porém, é preciso atenção, já que algumas especificidades podem estar no edital. Nesses casos, apenas quem cumprir todas as regras poderá dar um lance.

Se o leilão for de uma instituição financeira, é preciso avisá-la do seu interesse em realizar negócio. Em vendas desse tipo, pode haver carros recuperados, devolvidos ou apreendidos por falta de pagamento.

Se você quer comprar um veículo no leilão, fique atento às formas de divulgação. A melhor maneira é seguir as empresas leiloeiras nas redes sociais e entrar periodicamente em seus sites. Lá, você terá todas as informações que precisa, como quais veículos irão para venda, os valores dos lances iniciais, o estado do carro, possíveis pendências financeiras etc.

Qual a diferença entre carro sinistrado e carro recuperado?

Entre os carros que vão para leilão estão tanto os sinistrados quanto os recuperados pelos bancos. Na linguagem dos leilões, o carro sinistrado é aquele que sofreu alguma avaria ou foi roubado, enquanto os recuperados são aqueles que foram tomados de volta pelo banco por falta de pagamento.

Essas informações são possíveis de serem conferidas nos dados do veículo que serão vendidos no dia. Portanto, se você não procura por um carro que tenha sido batido ou roubado, fique atento à descrição que consta no edital da venda que irá participar.

Quais as vantagens de um leilão como esse?

A principal vantagem, sem dúvida, é o valor pago. No geral, um carro recuperado pelo banco é leiloado por um valor até 30% abaixo da Tabela Fipe. Com isso, ainda que o veículo precise de pequenos reparos, ele sairá por um valor abaixo do praticado pelo mercado. Outro ponto positivo é que não são raras as vezes em que o veículo ofertado está em excelente estado, quase um zero quilômetro.

Ainda assim, vale recapitularmos os principais cuidados que você deve ter ao participar de um leilão de carros devolvidos para o banco. A primeira dica é verificar a procedência do leilão. Com essa pesquisa, você vai ter certeza de que é uma empresa séria e que cumpre as regras. Em seguida, inspecione o veículo visualmente com bastante atenção e, se puder, leve um mecânico com você.

Ainda sobre o automóvel, pontos importantes para serem observados são a pintura, a lataria, os vidros, o chassi, os pneus e outros acessórios. Geralmente, carros cujos detalhes estão bem cuidados, tendem a dar menos problemas. Também fique de olho nos débitos pendentes. Isso porque o valor de impostos e multas atrasados podem representar um total que você não estava esperando gastar. O edital do leilão tem essas informações e elas devem ser levadas em consideração quando você for dar os lances.

E não se esqueça de que, quase sempre, o pagamento é feito à vista e o prazo para efetuar a transação é de até 48h. Portanto, tenha esse dinheiro reservado. Também reserve dinheiro para possíveis gastos com manutenção, uma vez que não poderá fazer o teste do carro antes da compra.

Agora que já vimos as dicas e informações mais importantes sobre leilão de carros devolvidos para o banco, vale a pena você começar uma pesquisa sobre o modelo que quer comprar e ficar de olho nas melhores oportunidades que aparecerem. Pode ser que a chance de conseguir ter o carro dos sonhos esteja próxima!

Achou esse artigo útil? Então, clique aqui e confira esse outro texto e saber mais sobre o assunto!

Posts relacionados

Deixe uma resposta