Como sair do aluguel? 5 dicas para você tomar essa decisão hoje

como sair do aluguel
7 minutos para ler

A grande maioria dos brasileiros sonha em conquistar a casa própria, poder realizar algum investimento e dessa forma começar a criar o seu patrimônio. Porém, algumas pessoas ainda não sabem como dar esse passo ou como sair do aluguel, visto que envolve muito planejamento, pesquisa e uma grande decisão.

Morar de aluguel muitas vezes acaba não sendo a melhor opção, visto que você tem ali um gasto mensal fixo com as prestações da locação, não pode realizar reformas para deixar a casa do seu jeito e também está sujeito a reajustes de valores no momento de renovar o contrato.

Pensando nisso, preparamos para você algumas dicas essenciais que vão lhe ajudar a sair do aluguel e conquistar a sua casa própria! Continue por aqui para conferir quais são esses passos, bem como qual a importância de sair do aluguel. Vamos lá?

Por que é importante sair do aluguel?

Sair de um aluguel representa muitas coisas para as pessoas, mas a principal delas é poder comprar sua casa própria, realizando um bom investimento do seu dinheiro. O compromisso financeiro que se assume com a compra de uma casa ou apartamento, mesmo que seja a longo prazo, acaba sendo muito vantajoso por conta do retorno que o comprador terá no futuro.

Por causa disso, é muito importante tentar sair do aluguel — sem contar que que ter o seu primeiro imóvel traz aquela sensação de segurança, não é mesmo? Ter uma residência é sinal de menos gastos e a certeza de que terá um teto para morar.

Por fim, quando você tem o seu próprio imóvel sem pagar aluguel, é possível montar a sua casa do jeito que você sempre quis. Em um contrato de locação, geralmente o dono do imóvel coloca limitações sobre o que pode ser feito, principalmente a respeito de reformas e modificações na casa. Sem falar que você acaba gastando também com a decoração de um bem que nem é seu.

Como sair do aluguel?

1. Tenha um planejamento financeiro com metas definidas

O primeiro passo para realizar qualquer investimento é fazer um planejamento financeiro para que você conheça a sua real situação. Portanto, é importante que você faça esse plano definindo quais as suas principais metas, que nesse caso são duas: sair do aluguel e comprar o seu imóvel.

O planejamento financeiro é uma forma de organizar as suas finanças, conhecer a sua renda e saber quanto você será capaz de poupar para poder investir e finalmente sair do aluguel. Nessa tarefa, você também vai conseguir saber quanto tempo será necessário para poder começar a compra da casa nova e dar o pontapé inicial nessa nova fase da sua vida.

Para realizar esse planejamento, é importante anotar as suas despesas, identificar quanto entra por mês na sua renda e tentar de alguma forma economizar e fazer esse dinheiro render. Avalie as suas dívidas ativas e estabeleça um prazo para quitá-las, já que é importante não ter nenhuma inadimplência ao investir em um imóvel novo.

2. Liste todos os gastos e analise um possível corte

Esse passo também faz parte e está ligado ao seu planejamento. Muitas vezes temos gastos que não são necessários no nosso dia a dia e acabam consumindo muito do nosso dinheiro. Portanto, é importante listar todos eles, vendo quais realmente são indispensáveis e aqueles que não fazem diferença na sua vida.

Essa lista vai lhe ajudar a identificar aquilo que pode ser cortado do seu orçamento, como passeios muito caros, compras por impulso, saídas que extrapolam o orçamento, dentre outros. Com isso, também é possível ver o gasto com as despesas fixas e tentar uma forma de economizar com as contas de energia, de água e das compras do supermercado, por exemplo.

3. Busque outras fontes de renda

Muitas vezes a sua renda acaba não sendo o suficiente para sair de um aluguel e comprar o imóvel do jeitinho que você quer. Se esse for o caso, uma opção é buscar outras fontes que complementem a sua renda mensal e possam lhe ajudar na conquista.

Um esforço a mais pode valer muito à pena. Tente fazer horas extras, aumentar um pouco sua jornada de trabalho ou quem sabe fazer algum bico em outro tipo de serviço que você domina! Com certeza você vai conseguir complementar sua renda e conquistar o montante para a compra da casa nova com mais rapidez.

4. Aprenda a fazer investimentos de forma consciente

Em qualquer tipo de investimento, principalmente na aquisição de um imóvel, é extremamente importante que o comprador entre no negócio de forma consciente. Portanto, antes de tudo é necessário aprender a fazer investimentos e conhecer bem o mercado onde você está tentando entrar para acabar não saindo no prejuízo.

Existem investimentos que não são tão rentáveis e que têm grande influência do mercado financeiro, então em uma situação de crise você pode acabar perdendo dinheiro. Mesmo na compra de um imóvel, conheça bem a empresa com a qual está lidando ou o proprietário do bem — procure analisar minuciosamente o imóvel que está comprando, para que a negociação seja bem sucedida e resulte em um bom investimento.

5. Procure por opções baratas de compra de imóvel

No momento de comprar o imóvel, é preciso fazer muita pesquisa para que você encontre aquela propriedade que se encaixa perfeitamente nas suas expectativas e também no seu orçamento. Portanto, é a hora de procurar por opções baratas para comprar o seu imóvel.

Existem muitos empreendimentos que oferecem apartamentos mais baratos e você pode também contar com financiamentos, auxílios do governo e até usar o FGTS nessa compra. Mas uma alternativa que tem conquistado o mercado por trazer imóvel com valores bem em conta são os leilões.

Um leilão de imóveis costuma trazer bens com o valor de compra até 60% abaixo do preço do mercado imobiliário. Muitas vezes são imóveis com algum impedimento judicial ou simplesmente pessoas que querem vender suas propriedades de uma forma mais fácil e prática.

O leilão funciona da seguinte forma: os imóveis para venda são colocados à disposição, com valores de referência para que se atinja a expectativa dos vendedores. Um leiloeiro vai ofertando os bens e os participantes vão dando os seus lances — aquele que for o maior ou que atingir o valor pedido pelos vendedores, é o ganhador.

Um leilão pode ser realizado presencialmente ou até mesmo online, onde é tudo feito na plataforma virtual da empresa que realiza o serviço. O participante pode acompanhar os trâmites de casa e dar o seus lances virtualmente.

Por fim, vale ressaltar que se você seguir todos os passos que foram explicados, vai aprender como sair do aluguel e conquistar a tão sonhada casa própria de uma forma muito mais fácil.

O que achou do conteúdo? Quer ler sobre mais assuntos como esse? Então, veja aqui como comprar um apartamento em leilão com segurança!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-