seguro para carros de leilão seguro para carros de leilão

Seguro para carros de leilão: é possível fazer um?

7 minutos para ler

O mercado leiloeiro vem crescendo consideravelmente no Brasil e muitas pessoas já enxergam essa possibilidade como a melhor opções para adquirir uma grande variedade de itens, inclusive alguns com elevados valores de venda. Pensando nisso, resolvemos preparar um post mostrando que é perfeitamente possível fazer um seguro para carros de leilão.

Esse é um mito que foi bastante difundido sobre o assunto, mas que não faz sentido algum, tendo em vista que, nas boas empresas, o arrematante recebe um automóvel em completa sintonia com o exigido por lei, o que é aceito sem dificuldades na grande maioria das seguradoras. Continue sua leitura e aprenda mais sobre o tema! 

É possível fazer seguro para carros de leilão?

Como dissemos, há um mito que diz que um veículo comprado em leilão não pode ser assegurado. No entanto, isso não é o que realmente ocorre, uma vez que não há nenhum impedimento legal para essa iniciativa, até mesmo porque é um mercado crescente e que vem ganhando cada vez mais adeptos por todo o Brasil.

O fato é que os carros leiloados demandam alguns trâmites e especificações, bastante similares ao de qualquer automóvel, como passar pela vistoria e precisar da aprovação, usualmente ficando a cargo da seguradora. A apólice só costuma ser negada quando há alguma irregularidade ou problemas na documentação.

Quais os tipos de carros vendidos em leilão?

Para entender melhor que um carro de leilão pode ser perfeitamente segurado, vale à pena observar quais são os tipos de veículos que costumam ser leiloados no Brasil, tanto no formato presencial quanto por meio da internet. Eles variam, sobretudo, em relação à sua origem e aos eventuais danos que podem ter sofrido. Acompanhe.

Carros recuperados de financiamento

Muita gente ainda não sabe, mas boa parte dos veículos leiloados no país são recuperados de financiamento. Afinal, sabemos que boa parte das pessoas por aqui costuma experimentar dificuldades na vida econômica, eventualmente, não atingindo suas metas financeiras. Isso pode se refletir em inadimplência e atrasos nas prestações.

A partir de determinado número de parcelas não pagas, o credor pode solicitar o recolhimento do automóvel, que vai ser leiloado para recuperar o prejuízo. São carros que podem estar absolutamente novos e, até mesmo por isso, conseguem ser segurados de modo muito mais simples, sem maiores impedimentos ou burocracias.

Carros recuperados de sinistros leves

Outro percentual grande dos carros que vão a leilão são aqueles recuperados de sinistros de pequena monta, ou seja, de acidentes que não causam grandes danos ao veículo. Quem nunca se envolveu em uma batida leve ou foi surpreendido por algum dano leve, mesmo que tenha sido causado por outros motoristas, não é mesmo?

Esses modelos costumam ser leiloados quando a antiga seguradora prefere arcar com a apólice em vez de fazer o conserto, o que vem sendo cada vez mais comum. Naturalmente, pode ser feita uma nova cobertura, desde que tenha sido realizado o Relatório de Avarias do Contran e a substituição das partes danificadas.

Carros recuperados de sinistros graves

Você sabia que também existe um mercado de leilões para caros recuperados de sinistros de grande monta? Não é muito difícil supor isso, tendo em vista que ainda temos muitos problemas de segurança em nossas estradas e motoristas imprudentes, o que contribui para acidentes sérios no trânsito.

Estamos falando de veículos cuja avaliação do perito no Relatório de Avarias do Contran atesta contagem superior a 30 pontos. Na prática, isso quer dizer que os danos foram severos e classificados como irrecuperáveis. No entanto, você não precisa se preocupar, pois eles são vendidos apenas para empresas e profissionais, para terem suas partes usadas como sucata.

Como fazer seguro para carros de leilão?

Pronto! Se você chegou até aqui, você já sabe até quais os tipos de veículos que encontrará nos editais e também que é totalmente possível fazer seguro para carros de leilão. Porém, isso não quer dizer que não exista um passo a passo para conseguir sua apólice. Veja abaixo como fazer isso!

Solicite uma vistoria do Detran

O primeiro passo para fazer seguro para carros de leilão consiste em solicitar uma vistoria do Detran local, o famoso Departamento Estadual de Trânsito. Aliás, vale ressaltar que, mesmo que você não fizesse a apólice, isso seria necessário, uma vez que é uma etapa imprescindível para a regularização do veículo e a transferência para o seu nome.

Não costuma ser um trâmite demorado para agendar e o processo é simples, culminando na obtenção de um laudo que atestará que o automóvel está em perfeita sintonia com o que exige nossa legislação. Com o documento em mãos, você já pode procurar as seguradoras de sua preferência e solicitar as cotações, para comparar e escolher.

Peça cotações para as seguradoras

Como dissemos, com o laudo em mãos, você pode solicitar cotações para diversas seguradoras. Hoje em dia, isso costuma ser mais simples, pois as empresas do ramo oferecem simuladores online ou atendimento via internet, o que facilita a vida dos clientes e permite respeitar eventuais demandas de distanciamento ou isolamento social.

Para cotar, você deve informar quais são as coberturas desejadas, como roubo, furto, colisão e assim por diante. É preciso pesar suas principais demandas e necessidades, mas o investimento costuma valer à pena, pois evita muitas dores de cabeça. Lembre-se que o seu perfil também influencia, como idade, estado civil e tempo de CNH.

Aguarde o retorno e feche o contrato

Por fim, basta esperar o retorno das seguradoras com as suas solicitações. Como falamos, não é apenas o número de coberturas que influencia diretamente no custo da proteção, visto que características dos condutores também são consideradas. O fato de o veículo ser sinistrado, geralmente, não deveria mudar muita coisa, pois já foi verificado pelo Detran.

É provável que a empresa também realiza sua vistoria para dar o preço final e acabar de calcular os riscos. Finalmente, com a proposta em mãos, vocês poderão negociar as condições e chegar a um bom acordo. Feito isso, é partir para a assinatura do contrato, para depois já circular com o seu veículo completamente protegido.

Viu só como é possível fazer seguro para carros de leilão. Se esse era um dos seus receios relacionados a comprar um veículo a partir de leilões, saiba que já pode descartá-lo. Portanto, você pode adquirir o automóvel dos seus sonhos por um preço mais em conta e ainda mantê-lo sempre em segurança para cair na estrada.

Gostou de aprender como fazer um seguro para carros de leilão? Quer comprar de uma empresa leiloeira com ampla expertise e credibilidade no mercado? Entre em contato com a Vip Leilões agora mesmo e conheça mais sobre o nosso serviço!

Posts relacionados

Deixe uma resposta