moto elétrica vale a pena moto elétrica vale a pena

Moto elétrica vale a pena? Confira 6 maiores vantagens!

7 minutos para ler

Desde a última década, carros e motos elétricos vêm ganhando espaço no mercado. Mas será que comprar uma moto elétrica vale a pena? É isso que vamos descobrir neste artigo. Seja do ponto de vista financeiro ou estético, os veículos movidos a energia elétrica apresentam uma séria de novidades e comodidades. Com o barateamento da tecnologia, eles são cada vez mais acessíveis.

Entre os tópicos que vamos abordar, estão a manutenção, a economia, a sustentabilidade e a facilidade de carregamento. Se você estava em dúvida sobre as vantagens de uma moto elétrica, estamos aqui para te ajudar. Confira abaixo todas as informações que você precisa saber antes da compra!

Afinal, o que são motos elétricas?

As motos elétricas são veículos de duas rodas, como as motos convencionais, mas são movidas a eletricidade. Isso significa que você não precisa parar num posto de combustível para abastecê-la. Basta ligá-la na tomada e pronto, poucas horas ela estará pronta para rodar de novo. O seu motor fica na parte de baixo do quadro e o resto do espaço é ocupado pelas baterias. Isso faz com que o local onde havia um tanque possa ser usado como compartimento de carga.

Entre os modelos, podemos encontrar desde scooters até designs mais esportivos. O que vai diferenciá-las, além do desenho, é a potência e preço de cada tipo de moto. Embora não façam barulho, os motores desses veículos apresentam mais potência em relação ao tamanho do que os motores movidos a combustível fóssil. Isso faz com que uma moto elétrica tenha uma resposta mais eficiente que uma convencional. Assim, ela torna-se ótima para quem gosta de se aventurar pelas rodovias.

Motos elétricas são mais silenciosas

A poluição sonora é mais um dos problemas que as cidades brasileiras enfrentam atualmente. Por isso, ter um veículo como uma moto elétrica, que emite menos barulho, nos ajuda a diminuir esse problema que enfrentamos diariamente. Sem contar que o excesso de barulho também aumenta o nível de stress de pessoas e animais que vivem no espaço urbano.

Outra vantagem de motos silenciosas é que elas ajudam o motociclista a se concentrar no percurso que está fazendo. Em outras palavras, ela evita distrações como as ocasionadas pelo som das motocicletas tradicionais. Portanto, sua viagem numa moto elétrica é mais segura para você e para quem está ao seu redor.

Motos elétricas exigem menos manutenção

Esqueça as trocas de óleo de motor a cada 5 ou 10 mil quilômetros. Com uma moto elétrica, isso não existe. Você também não precisará trocar velas de ignição ou filtros. As partes que você mais deve se dedicar em cuidar são a bateria e os componentes elétricos.

Para a bateria, o maior cuidado é com o tempo de recarga. Como ela vai drenando com o passar dos anos, é importante marcar quanto tempo ela leva para carregar e descarregar. Assim, você vai saber quando é a hora de trocá-la por uma nova. Outro cuidado essencial para ser tomado é nunca deixar a bateria descarregar completamente. Quando isso acontece, ela leva mais tempo para ficar completa, o que pode aquecer a peça e ser prejudicial no longo prazo.

No caso dos componentes elétricos, mantenha-os limpos sempre que possível. Também evite que eles fiquem úmidos. Dessa maneira, você força menos o motor e a bateria, prolongando a vida útil dos itens.

Motos elétricas são mais econômicas

Com um gasto de energia menor para se locomover, os veículos elétricos em geral, e as motos em especial, são mais econômicos que os tradicionais. Para termos uma ideia da economia, uma motocicleta movida a energia elétrica gasta menos de R$0,05 centavos para cada quilômetro rodado, na média. Isso compensa o valor um pouco mais alto que você vai pagar ao comprar sua moto.

Motos elétricas são mais sustentáveis

As preocupações com o meio ambiente e o acesso das futuras gerações aos recursos naturais que temos hoje é cada vez maior. Quando você guia uma moto elétrica, porém, tem a certeza de que está contribuindo para um futuro melhor. Uma vez que elas não queimam combustível para rodar, a quantidade de gases do efeito estufa que emitem é nula. Ou seja, elas são sustentáveis!

Motos elétricas são fáceis de recarregar

Uma das preocupações que existia quando os veículos elétricos chegaram ao mercado era recarregar as baterias. Carros e motos tinham plugs específico que não se encaixavam em qualquer tomada. Hoje, porém, as coisas mudaram. O proprietário pode conectar sua bateria numa tomada comum de 110V ou 220V e, passado o período de recarga, o seu “tanque” estará cheio para rodar de novo.

Isso significa que uma tomada disponível na garagem ou no trabalho são suficientes para você estar com a carga completa e andar sem problemas. Ainda que a autonomia da motocicleta seja pequena, com a facilidade de restabelecer a carga em qualquer ponto de energia não é necessário se preocupar.

Motos elétricas estão em valorização

Com o aumento do controle da emissão de gás carbônico, que é produzido pelos motores à combustão, veículos elétricos tendem a se valorizar. De olho nas exigências de países como os da União Europeia, marcas famosas como Kawasaki, Honda, Ducati e BMW já anunciaram que entrarão nesse mercado.

Para estimular a compra de motos e carros elétricos, o Brasil retirou o imposto de importação, que é de 35% sobre o valor total do automóvel. Com relação às montadoras, existe um projeto de lei que isenta veículos elétricos e híbridos de IPI e PIS/COFINS. Nos estados do Rio Grande do Sul e do Norte, Rio de Janeiro, Paraná, Pernambuco, Maranhão, Piauí e Ceará, esses veículos não pagam IPVA. Em São Paulo, o desconto é de 50%.

Portanto, se você está procurando uma moto silenciosa, de baixa manutenção, econômica, sustentável e que deve se valorizar com o passar do tempo, uma moto elétrica reponde às suas necessidades. Para escolher o modelo certo, fique atento a algumas características. Saber a autonomia do veículo é importante. Ou seja, se você roda mais de 100 quilômetros por dia, não adianta comprar uma que precise recarregar a cada 80.

O tempo que demora para completar a carga também deve ser levado em conta. Se você circula por rodovias, a moto elétrica vale pena, mas opte por motos maiores e que tenham boa resposta de aceleração. Na dúvida, converse com o vendedor e esclareça todos os pontos.

Agora que você sabe mais sobre o assunto e percebeu que uma moto elétrica vale a pena, deixe nos comentários que modelo você tem ou gostaria de ter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta