primeiro imóvel primeiro imóvel

5 dicas fundamentais para adquirir seu primeiro imóvel

6 minutos para ler

A compra do primeiro imóvel é um momento muito especial na vida das pessoas. Por isso, aproveitamos essa ideia para elaborar um texto exclusivo sobre o tema, apresentando as melhores dicas para uma aquisição de sucesso. O nosso objetivo é mostrar tudo o que você precisa saber para evitar a decepção pós-compra. 

Afinal de contas, embora esse seja um momento de muita alegria, é importante manter os pés no chão, sabendo identificar os prós e contras de cada imóvel, modalidade de aquisição e plano de pagamentos. Aqui, você encontrará as cinco melhores dicas para aprimorar a sua decisão — acompanhe! 

Quais as 5 melhores dicas para a compra do primeiro imóvel?

Visitação, pesquisa, observação e mais! Da forma como percebemos, comprar imóvel é uma tarefa que demanda atenção, pois são muitos os detalhes que você precisa levar em consideração. Apesar disso, nós entendemos como pode ser difícil controlar a euforia em um momento tão importante e significativo. 

Mas você precisa tentar. Sem calma e razoabilidade, é difícil identificar pontos negativos em cada compra — e a aquisição de um imóvel é um grande comprometimento. Por isso, é fundamental que você tenha tudo sob controle para realmente avaliar os imóveis e suas condições, de forma a fazer um bom negócio. 

1. Pesquise o mercado

É preciso ter calma. O mercado imobiliário brasileiro está repleto de boas opções e isso significa que você não precisa se desesperar, disparando várias propostas para o primeiro imóvel que gostar. Acima de tudo, é importante lembrar que, geralmente, você quer comprar tanto quanto o proprietário quer vender. 

Pesquisar vai muito além de olhar sites de imobiliárias e classificados. Pesquisar é buscar bons negócios em todas as frentes do mercado, como o leilão de imóveis. Afinal, essa categoria está repleta de oportunidades, capazes de tornar a compra uma decisão ainda mais acessível e potencialmente lucrativa. 

2. Visite o imóvel

Digamos que você achou o apartamento perfeito. No entanto, essa observação se dá apenas pelas fotos. É comum que em regiões de alta demanda haja uma pressão estratégica dos agentes imobiliários, que estimulam uma tomada de decisão rápida, baseada na ideia de escassez — mas isso simplesmente não faz sentido.

Partindo do pressuposto de que o imóvel será a sua residência pelos próximos anos, não convém tomar uma decisão precipitada, sem visitar o imóvel e examinar tudo o que ele tem a oferecer à sua qualidade de vida. Por isso, nunca emita propostas sem antes visitar a unidade.

É importante ter uma visão presencial, reconhecendo o espaço e identificando qualidades e defeitos. Inclusive, caso não conheça muito de estruturas ou utilities, você pode contratar um técnico para acompanhar essa visita, pois esse profissional oferecerá uma visão imparcial e objetiva dos problemas, caso eles existam. 

3. Pesquise a região

Um imóvel não é só uma moradia, mas também um ativo importante do seu patrimônio e da sua qualidade de vida. Por isso, a mesma atenção dedicada à avaliação do imóvel deve ocorrer na pesquisa da região. Mesmo em bairros novos é possível identificar potencial futuro — havendo perspectivas e planos para isso. 

Mas, claro, essa observação varia muito conforme o seu perfil de usuário. O seu primeiro imóvel pode ser um terreno, no qual você pretende construir quitinetes para alugar. Por outro lado, essa compra pode representar a saída do aluguel, em que você procura um lugar prático para estabelecer sua família. Casos diferentes, prioridades diferentes.

Por isso, é importante reconhecer os objetivos que estimulam a compra, e usar esses critérios como filtros de decisão. Por exemplo, nos cenários acima, imagine as seguintes prioridades:

  • o perfil investidor busca uma região com potencial de desenvolvimento, próximo a parques industriais, universidades e empresas;
  • o perfil familiar busca uma região próxima a escolas, hospitais, farmácias, parques e afins.

Além disso, é legal notar que olhar a região vai muito além de estimar uma valorização futura. A localização do imóvel também está diretamente relacionada à qualidade de vida. É importante que não apenas o imóvel, mas também a região seja capaz de oferecer comodidades que tornam a sua rotina mais fácil, funcional e agradável.

4. Avalie todas as modalidades de compra e pagamento

As duas modalidades mais populares no Brasil são o consórcio e o financiamento, ambas com vantagens e desvantagens. Mas o mercado imobiliário vai muito além disso. Com um bom portal de leilões, você desbloqueia um universo de novas oportunidades, que nem sempre aparecem nos classificados tradicionais. 

Mas, claro, também é importante conhecer essa modalidade, entendendo como ela funciona e quais são as suas vantagens. Para isso, recomendamos outra leitura especial sobre o tema, em que compilamos as principaisdúvidas e curiosidades sobre o leilão.  

Basicamente, o que importa é encontrar um modelo de aquisição que seja compatível com o seu orçamento. Afinal de contas, essa é a ideia por trás da compra do primeiro imóvel: aumentar a sua qualidade de vida e não mergulhar em um plano de pagamentos que vai muito além do que você está disposto a pagar. 

5. Conte com ajuda especializada

É muito fácil que em um momento de euforia você perca detalhes importantes no meio da negociação. Por isso, é interessante contar com ajuda especializada, independentemente da sua modalidade de aquisição. Por exemplo, imagine que você deseja comprar um imóvel de leilão.

No entanto, ainda não sabe como tudo funciona. É nessas horas que você pode contar com uma plataforma experiente e de boa reputação, como é o caso da Leilão Vip, que tem mais de 25 anos de atuação no mercado, sendo uma referência em transparência, segurança e praticidade no mercado nacional.

O mesmo vale para quem quer comprar um imóvel no mercado “tradicional”, por assim dizer. Afinal, é para isso que as imobiliárias servem: promover um atendimento especializado, facilitando a negociação das unidades e provendo segurança e suporte, tanto para quem vende como para quem compra. 

No fim, o que importa é encontrar uma empresa na qual você possa confiar, como é o caso da Leilão Vip. Assim, você tem a segurança necessária para fazer um bom negócio. 

Agora que você conhece as melhores dicas para a compra do primeiro imóvel, aproveite para se aprofundar ainda mais no assunto, baixando nosso e-book exclusivo sobre o tema!

Posts relacionados

Deixe uma resposta